domingo, 8 de janeiro de 2012

Gravidez aos 36 – Para Amamentar é preciso ter CALMA


Quando eu e Beto decidimos engravidar, uma das primeiras coisas que pensei foi sobre a amamentação e o quanto eu sofri na minha primeira gestação. Amamentei Thiago até quase dois meses, quando minha mastite foi diagnosticada, e suas últimas mamadas foram muito dolorosas. Como a sua alimentação era exclusivamente de leite materno, ou eu o amamentava com dor ou ele morria de fome! Lembro-me de dar o peito chorando muito e depois me desculpar com ele por não estar conseguindo mais aguentar. Foi quando outra mãe entrou na história, a minha. E, não aguentando mais me ver sofrer, introduziu a mamadeira e me levou ao médico.

Fui atendida em caráter de emergência. Já estava no ápice da mastite, com muita dor e febre. Precisaram fazer punção e, não vou mentir, tudo isso fez o meu parto natural (sem anestesia) ser o acontecimento mais tranquilo de toda a minha gestação (e foi).

O que eu acho interessante é que os filmes adoram mostrar cenas de parto com mulheres gritando, sentindo dores, quando, na verdade, o nascimento pode ser mais tranquilo (ainda escreverei sobre a minha opção pelo parto natural ou normal). Mas, se a mulher não souber a técnica, ou não tiver se preparado antes, dor mesmo, ela vai sentir, quando começar a amamentar. Isso os filmes não mostram e poucas pessoas conversam sobre o assunto.

Observe que a maioria das pessoas pergunta: “você vai ter normal?”, mas ninguém pergunta: “você vai amamentar?” E quando você já pariu perguntam: “Como foi? Doeu muito?”, mas não costumam perguntar: “Está amamentando? Dói muito?” Acredito que, para a maioria das pessoas, amamentar é tão natural que é só colocar o bebê no peito e pronto. Mas não é tão simples assim. “A chegada de um filho (...) pode gerar insegurança, preocupação e cansaço, refletindo diretamente no processo de amamentação. Nesta fase, a informação e assistência são essenciais. É preciso ter CALMA”. 

Recebi esse texto na minha primeira consulta no CALMAConsultório de Aleitamento Materno, que eu conheci através de uma das minhas irmãs quando ela estava amamentando. Tanto eu quanto a minha mãe comentamos: “Ah... se o CALMA existisse na época da amamentação de Thiago...” Além de nos orientarem em casa ou no hospital, você pode agendar quatro consultas com as enfermeiras do CALMA, no consultório, no valor de R$90,00 cada. São consultas individuais apenas para a mãe ou, de preferência, para o casal grávido =) 

A 1ª consulta são orientações gerais através de um bate-papo/palestra sobre a amamentação. A enfermeira conversa com os pais para conhecer as suas expectativas com relação à amamentação, fala um pouco sobre como ocorre o aleitamento materno (uma ótima aula de biologia), faz aconselhamentos sobre o preparo da mama (o que evitar e o que é recomendado) e, ao final, analisa a sua mama (tipos de mamilo – protruso, semi-protruso, invertido) e faz uma indicação do sutiã adequado e ensina como usá-lo corretamente. Essa parte final é a que os maridos prestam mais atenção =)

Saímos de lá com tarefinhas de casa: um texto para o pai ler para a mãe e outro para a mãe ler para o pai (confesso que até ia pedir para Beto ler pra mim, mas não achei muito a nossa cara e li os dois sozinha), um texto sobre parte da primeira consulta e outro para ser estudado para a segunda, que será sobre técnicas de amamentação (falarei sobre as outras três consultas do CALMA em outros posts).

Como eu havia dito, pensei logo sobre amamentação quando decidimos engravidar e, antes mesmo de conseguirmos, eu já havia ligado para o CALMA. Queria agendar minhas consultas logo, mas eles me pediram para (ter calma =) esperar até o 4º mês de gravidez! 

Para toda grávida que conheço, eu divulgo o trabalho do CALMA (chego a fazer terrorismo, talvez pelo trauma que passei, mas acredito ser imprescindível, pelo menos a 1ª e a 2ª consultas). É muito triste ler os depoimentos em blogs de grávidas que descobriram que não poderiam amamentar, pois já era tarde demais para preparar o mamilo, ou de pessoas como eu, que não sabiam como prevenir a mastite. Também não é normal sentir  dor ao amamentar. É muito provável que o bebê não esteja pegando o seio corretamente (ele deve abocanhar toda a aréola e o mamilo, pois se pegar apenas o mamilo a mãe terá sérios machucados). Além de estudar sobre o assunto, eu acredito ser importante ter suas mamas analisadas por especialistas em amamentação e aprender, na prática, sobre as técnicas. O CALMA é daqui de Salvador, mas existem outros consultórios no Brasil, pergunte ao seu médico.

Aproveito para dar algumas dicas:

Evite óleos ou cremes, limpeza excessiva e fricção com toalha ou bucha vegetal nos mamilos e aréolas;
Exponha-os ao sol (até 30 min antes das 10h e depois das 15h). Como fazer topless é difícil, pegue uma camisa bem estampada e velhinha e faça dois furinhos apenas para os mamilos e aréolas tomarem sol. Nenhum vizinho vai perceber!;
Use sutiã com um pequeno furo nos mamilos. A marca do sutiã com furinho recomendada é a Mamy Bem (vendas Sonia Costa 71-9968-9409) e é o único tipo de sutiã que você precisa na gestação (sustentação e preparação dos mamilos) e pós-parto (sustentação e amamentação). Não é necessário comprar sutiãs próprios para a amamentação, porque é bem melhor baixar o sutiã (qualquer um) e liberar toda a mama, mas o sutiã Mamy Bem vem com uma abertura na frente;
Passe o colostro nos mamilos na última semana antes do parto;

Também aproveito para listar:

Serviços oferecidos pelo CALMA:
Consultas à gestante sobre amamentação e cuidados com o recém nascido;
Assistência à puérpera com dificuldades na amamentação;
Orientação sobre extração e conservação do leite materno;
Orientação à mãe quanto ao processo de desmame;
Orientação e assistência na amamentação do bebê prematuro;
Treinamento para pais, avós e babás nos cuidados com o recém nascido;
Orientação e assistência à mãe adotiva no processo de aleitamento do seu filho.

Dificuldades mais freqüentes das pacientes:
Hipogalactia;
Traumas mamilares;
Ingurgitamento mamário;
Hipergalactia;
Mamilos desfavoráveis;
Mamas pós cirurgia plástica;
Extração e conservação do leite materno;
Relactação;
Amamentação do bebê prematuro;
Mastite.

Um comentário:

Eliene disse...

Oi Kary, Seu Blog ainda continua ajudando muitas mães a vivenciar esta fase e saber que não estão "sozinhas" neste processo. Deixo aqui o novo endereço e contato do Calma Consultório: Av. Magalhães Neto, 1541, Pituba, CEP: 41820-011
Hospital da Bahia, Sala 5020. Tel: 3484-2155
Site: wwww.calmaconsultorio.com.br
Bjs, Eliene